informal - Informativo malacacheta

Lançado há pouco mais de um ano, o site Informal - Informativo Malacacheta, já obteve mais de cem mil acessos somente em seus artigos. Fora as outras sessões do site como, Anunciantes e Fones Uteis.

Além disso, foram outros milhares de acessos em redes sociais, principalmente Facebook, nos catálogos digitais e nos 12.500 exemplares impressos do informativo.

informativo-malacacheta-06 Informativo Malacacheta nº 5 informal-04informativo malacacheta 3 informativo malacacheta 2 informativo malacacheta 1

Nessas cinco edições impressas e através dos meios on line, atingimos um objetivo que não era esperado quando lançamos a ideia.

Mas o inequívoco êxito desse empreendimento, não tem facilitado sua continuidade. Cada vez se torna mais difícil seu lançamento.

Seja pela falta de colaboração de alguns, pelo desdém de outros ou pela falsa percepção que muitos têm que, esse meio de comunicação não é eficaz para alcançar leitores e consumidores. Terminando com o aumento de custo da impressão, ocorrido na época da greve dos caminhoneiros e que persistiu após a mesma.

Contudo, continuarei perseverando na vontade de manter o Informativo Malacacheta em funcionamento, contado com o apoio de colunistas, colaboradores e anunciantes, aos quais agradeço imensamente.

Reitero, que o Informativo está aberto para pessoas que queiram expressar suas opiniões, sejam elas quais forem, desde que não agridam a outrem e que assumam a responsabilidade pelo mesmo.

Procuramos durante esse período, falar sobre o município, sobre seus moradores, sobre os que aqui já moraram, sua história e curiosidades. Assim como dicas de profissionais qualificados sobre diversos assuntos.

Assim foi e assim será. Claro, sempre atentos a novas tecnologias e mudanças sociais.

Quando fiz uso de algum espaço em editoriais, procurei falar sobre assuntos pertinentes, como a necessidade da criação de uma Associação Comercial em nossa cidade e a possibilidade de reavaliar o formato de nossas festas populares.

Sei que muitas pessoas não vão entender o que digo adiante. Porém minhas palavras e atitudes sempre foram baseadas em meus pensamentos e a eles sou fiel, embora possa parecer despeitado ou arrogante.

Como comerciante, de família de comerciantes, muito me assombra ver com que desenvoltura dezenas de empreendedores se propõem pagar 400,00 para receber um premio de Melhor do ano e se negam a pagar uma mensalidade de 35 a 40 reais por mês, a uma entidade de classe como CDL ou Associação Comercial que poderiam fazer muito por nossa cidade.

Malacacheta sofreu muito com os atrasos de pagamento de servidores nos últimos tempos. Mas além do sofrimento dos servidores, sofreram também os comerciantes e prestadores de serviço, e isso mostra o quão dependente estamos de poucas fontes para sustentar a demanda por registros e serviços.

Temos que pensar e ir além para desenvolvermos nossa querida cidade. Sei que o que faço é muito pouco. Gostaria de fazer mais e gostaria que mais pessoas também fizessem. Malacacheta merece.

Inté

Wanderlan Magoo-

0
0
0
s2sdefault
Topo
JSN Boot template designed by JoomlaShine.com