Cachaca-Tropicana

Um produto de Malacacheta, além do requeijão moreno, tem se destacado nos últimos anos. Falo da Cachaça Tropicana. Exposta em Feiras e Eventos, com embalagens modernas, variedade de cores e sabores, a Tropicana vem ganhando apreciadores de várias partes. O que cria empregos locais e traz recursos externos para o município. Seu proprietário, Leonardo Luiz Abrantes, fala sobre sua “cria” nessa entrevista.

leonardo abrantes cachaça tropicanaO que lhe levou a ser um produtor de cachaça e porque resolveu apostar em um produto de maior qualidade com maior preço de revenda?
Um dos motivos é o fato de ser proprietário de uma pequena área de terras, onde seria difícil desenvolver outra atividade rentável Percebi que a cachaça de boa qualidade, vinha ganhando apreciadores de maior poder aquisitivo. Resolvi investir na excelência, porque nesse mercado exigente, sem qualidade, seria impossível competir.

O grupo Cúpula da Cachaça elaborou um ranking com as 50 melhores cachaças do Brasil. Destas, quase 30% do total, são mineiras e entre elas, quatro são de Salinas. Então, concluo que Minas é um estado propício para produção de cachaça e Salinas um polo produtor. Estou certo?
Sem dúvida. Salinas, hoje, é um grande polo; e Minas o maior produtor. Penso que o estado chegou nesse nível pela cultura que temos dos produtos artesanais e pelas terras também.

Malacacheta pode vir a ser também, um polo produtor de cachaça? Existe algo que o poder público possa fazer para ajudar nesse intuito?
Sim. Com certeza qualquer região mineira tem aptidão para produzir cachaça. O poder público pode contribuir muito em vários aspectos, desde a capacitação de produtores, a ajuda na busca de recursos financeiros juntos aos bancos. Mas o principal fator está no produtor querer e acreditar, que, foi o que aconteceu comigo.

Cachaca tropicana 1

Nossas terras são adequadas para a cultura de canas destinadas à fabricação de cachaça?
Temos muitas terras de qualidade para esse fim. Mas o principal está ligado diretamente ao clima e topografia, porque a terra pode ser corrigida com fertilizantes. A cultura da cana é fácil de produzir e não exige alto nível pluviométrico (chuva), por exemplo.
Só para ilustrar, na região norte não se produz cachaça, por causa do clima. O excesso de chuvas ao longo do ano não é favorável para cultura, porque não favorece a concentração de sacarose no período de maturação, quando ocorre a colheita.

A produção de cana local lhe abastece ou você tem que importar a matéria prima de outras localidades?
Na realidade, a região não tem nenhum produtor que produza cana para revenda. Só produzem para o próprio uso, na pecuária. Sendo assim não podemos ficar à mercê da produção regional, porque, quando o clima está favorável, sobra cana, mas quando vem uma seca, falta. Então tenho que produzir minha própria matéria prima.
Para mim seria um sonho achar fornecedores, aí poderia focar só na produção.

A cachaça já foi muito discriminada no Brasil, seja pelo baixo valor de comercialização, seja pela falta de critérios padronizados de produção. Tanto, que no exterior a aguardente brasileira já chegou a ser classificada como Rum. Atualmente, com o reconhecimento internacional de cachaça, como nome da legítima aguardente de cana produzida no Brasil e a fixação de critérios para sua fabricação, aliados ao f ato de investidores que, acreditaram no potencial do destilado, esta percepção vem mudando, não é?
Tem mudado muito esse conceito. Hoje, a cachaça é valorizada e servida em todos os ambientes requintados, inclusive em voos aéreos. Antes era discriminada pelas classes média/alta.

Cachaca tropicana

A Cachaça Tropicana oferece várias opções em seu portfólio, que vai desde a branquinha até as envelhecidas em madeiras nobres. Poderia nos explicar melhor as variações e, quais você produz hoje?
Na verdade, toda cachaça é branca; sua característica, sabor e cor é adquirida depois, de acordo com a madeira do tonel de armazenamento ou envelhecimento.
Armazenamento é o ato de descansar o produto por pouco tempo até a comercialização, não superior a 1ano.
Envelhecimento é o período de tempo que a   cachaça fica no tonel.  Sendo que o tempo de envelhecimento varia em função do tamanho do tonel. Quanto menor o tonel, menor o tempo de envelhecimento.
A Cachaça Tropicana armazenamento, descansa em Toneis de Umburana, Bálsamo, Jequitibá e Inox, que variam de 5000 a 20000 litros cada.
A Cachaça Tropicana envelhecimento, repousa em Barris de Carvalho europeu, 200 lt (safra 2010 e 2013), em tonel de Umburana, 1500 e 5000 lt (safra 2009 e 2010), de Bálsamo, 5000 lt (safra 2013) e Jequitibá, 5000 lt (safra 2017).

Quantos empregos sua empresa gera em período de safra e entressafra?
No período de safra, de junho a novembro empregamos 15 pessoas e período de entressafra, 6 pessoas. O que dá uma média de 1Opessoas/ano.

Você está lidando com falsificações da Cachaça Tropicana. É algo terrível para quem tem que cumprir várias exigências, fiscais, sanitárias, além do investimento para criar um produto diferenciado. Por outro lado, que não justifica é claro, um produto só é falsificado, quando o original já alcançou reconhecimento do mercado. Fale um pouco sobre isso.
Isso é verdade. Um produto só é falsificado quando tem qualidade e demanda de mercado. Infelizmente, isso atrapalha muito, pois, além de impactar nas vendas prejudica a marca. Pois, algumas casas comerciais colocam outro produto nas embalagens e vendem como se fosse da marca Tropicana.

Para quais cidades é direcionada sua maior produção?
A maior parte d a produção é comercializada em nossa região, até um raio de 100 km; e o restante por todo o Brasil, mas sem foco e distribuição. Todo o produto comercializado fora da região e em outros estados são através de distribuidores e parceiros.

Existe a Vodka Russa, o Whisky Escocês, etc. A cachaça brasileira vai conseguir se firmar como um destilado reconhecido mundialmente, ou vai continuar sendo conhecida como um ingrediente da caipirinha?
A cachaça, hoje, já foi reconhecida como uma bebida genuinamente brasileira e é apreciada pura ou em drinks.

Geralmente as pessoas costumam culpar a arma pela violência e a bebida pela embriaguez. Contudo, se usada com moderação a bebida alcoólica não provoca danos à saúde ou pelo menos causa poucos. Incomoda-lhe a ideia de ser produtor de cachaça?
Não me incomoda de forma alguma. Tenho muito orgulho em ser um produtor de cachaça. Em relação ao consumo e danos à saúde, é bom lembrar que, temos de saber o que consumimos, sua origem, qualidade, e se atende as exigências dos órgãos fiscalizadores.

0
0
0
s2sdefault

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Comentários  

#2 Mauro Antônio da Sil 19-08-2020 18:01
Desde quando iniciou a venda comercial de tropicana
Citar
#1 Julio Kierulff 17-05-2020 18:11
Onde consigo comprar em Belo Horizonte?
Citar
Topo
JSN Boot template designed by JoomlaShine.com