grazzielli-nutricionista-malacacheta

O período gestacional, em sua grande maioria, é um dos momentos mais aguardados na vida da mulher.
Muitas sonham em ver o resultado positivo no exame, ver a barriga crescer, sentir o neném mexendo na barriga, amamentar... Ah meu Deus! Que sensação única!

Quando temos um filho podemos conhecer um pouco do que é o amor incondicional, um amor que chega a doer!

Uma coisa é certa e todo mundo sabe: a maneira como a mamãe se alimenta influencia no crescimento e desenvolvimento do bebê. A vida intrauterina (período de desenvolvimento do bebê dentro do útero), pode ser alterada em razão da boa ou má alimentação da mãe, fazendo com que o seu filho(a) possa desenvolver problemas em sua vida adulta, como por exemplo, diabetes e obesidade, quando o neném nasce com excesso de peso.

Mas uma coisa nem todo mundo sabe: aquele velho ditado que diz: “você está grávida, então agora tem que comer por dois” não pode ser levado “ao pé da letra”. Na verdade, você deverá comer por vocês dois em termos de qualidade, a fim de atender as necessidades nutricionais suas e do bebê e não comer em exagero. É necessário um aumento de nutrientes para possibilitar o bom crescimento e desenvolvimento do bebê, mas toda ingestão alimentar deve ser pautada pela cautela. As escolhas alimentares fazem toda a diferença!

Em cada fase da gestação acontece uma modificação no organismo da gestante, em razão da divisão celular intensa para a formação de um novo ser. Os maiores exemplos são enjoos, vômitos, sonolência, alteração de humor, necessidade de urinar com frequência, azia, constipação intestinal, flatulência, câimbras, dentre outras. A boa notícia é que a nutrição pode ajudar você, mamãe, a diminuir ou a nem apresenta alguns desses sintomas.

Em alguns casos, tanto em razão de predisposição genética, presença de outras doenças ou más escolhas alimentares, a gestante pode desenvolver a Diabetes Gestacional (excesso de açúcar no sangue), pré-eclampsia (pressão arterial elevada) e até eclampsia, que, infelizmente, pode ser fatal.

Então, para que a mamãe possa curtir todo o período gestacional é necessário que ela tenha uma alimentação a mais variada possível. Frutas, verduras, legumes, carnes, arroz, feijão e, lembrando sempre, o mais natural possível, com o mínimo de sal, açúcar e gordura. Deve-se também sempre lembrar de lavar bem todos os alimentos antes de ingestão e jamais ingerir alimentos de fonte animal crus ou malpassados, para evitar contaminação por bactérias.

De maneira carinhosa, deixo uma dica para as mamães: curta cada segundo de sua gravidez, alimente-se bem e viva intensamente cada momento! Essa fase passa rápido demais e, por experiência, você vai sentir falta desse barrigão!
Procure uma nutricionista de sua confiança para te auxiliar em suas escolhas alimentares, pois elas farão toda a diferença no desenvolvimento do que será o maior amor de sua vida.
Aproveite essa oportunidade que você tem para fazer tudo começar de maneira certa na vida do seu filho(a).


Grazzielli Gomes
Nutricionista
Especializando em Nutrição Materno Infantil

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Topo
JSN Boot template designed by JoomlaShine.com