São Roque de Minas é uma cidadezinha mineira de dois mil km2 e pouco mais de seis mil habitantes, que sobreviveu ao êxodo rural e à bancarrota total graças ao surgimento de uma cooperativa de credito, no inicio dos anos 90 do século passado. Ela foi a solução encontrada para reativar a sistema financeiro local, após o fechamento da única agência bancária existente.

A cooperativa de crédito rural de São Roque de Minas, a Saromcredi e uma instituição que se tornou exemplo de como o Cooperativismo é capaz de transformar a vida das pessoas e sociedades inteiras, quando é trabalhado corretamente em sua essência. A Saromcredi foi à mola propulsora para a economia do município. Ate 1991, a vida econômica da Cidade baseava-se na produção do queijo tipo canastra, comercializado para outros estados, e sua atividade agrícola era quase que de subsistência.

O surgimento da Cooperativa com seus produtos e serviços estimulou a produção no campo tanto na qualidade quanto na diversidade. Hoje, a cidade produz 200 mil sacas de milho, cuja colheita é feita por máquinas financiadas pela Cooperativa, além de contabilizar cinco milhões de pés de café, que rendem em safra, 45 mil sacas. As primeiras mudas de café plantadas em São Roque de Minas, por volta de 1994, foram fornecidas aos fazendeiros pela Fundação Saromcredi. Em 18 anos de trajetória, a Cooperativa conquistou a adesão de cerca de 8.700 associados, a abertura de PACs nas cidades de Vargem Bonita, Delfinópolis, Pratinha e São João Batista do Glória. O Sicoob Saromcredi também se destaca pelas iniciativas de cunho social.

Entre elas está o apoio à Cooperativa de Usuários de Internet da Serra da Canastra, que viabiliza o acesso à internet a aproximadamente 800 pessoas. “Diversas escolas, inclusive da zona rural, têm internet de graça, por meio desse projeto de inclusão digital”, revela o dirigente. Outra ação é o auxílio à Cooperativa Educacional de São Roque de Minas, onde é oferecido ensino de qualidade a alunos de 3 anos até o Ensino Médio, incluindo temas relativos à filosofia cooperativista. Ainda com a cooperativa educacional e em parceria com o Sebrae/MG, o Sicoob Saromcredi contribui para desenvolvimento do projeto “Primeiros Passos para a Educação Empreendedora”, em que os alunos criam cooperativas virtuais que se intercooperam. Destaque também para a criação e manutenção de um viveiro de mudas, em parceria com o Sindicato Rural, a Coocanastra e o Instituto Estadual de Florestas, responsável pelo plantio de mais de 5 milhões de pés de café, além de milhares de eucalipto.

Mais recentemente, a Cooperativa está desenvolvendo, em parceria com o Instituto Estadual de Florestas (IEF), um trabalho de fornecimento de mudas de eucalipto para reflorestamento, a custo baixo. Já foram plantadas mais de 100 mil mudas da árvore nas fazendas da região. “Toda cooperativa precisa buscar a sua função na sociedade, e a Saromcredi é a maior instituição de São Roque, estando envolvida em todos os segmentos”, destaca João Carlos Leite, presidente da Saromcredi. O turismo também começa a se destacar como atividade econômica da Cidade. Nos últimos 10 anos surgiram pousadas e outros empreendimentos desse setor, para atender ao crescimento no número de turistas que saltou, nesse período, de dois mil para mais de 30 mil visitantes por ano.

Fonte: http://cooperativismoweb.blogspot.com.br/2011/02/sao-roque-de-minas-exemplo-de.html

0
0
0
s2sdefault

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Topo
JSN Boot template designed by JoomlaShine.com